Soft Skills II – Liderança


Soft Skills: Você precisa delas

Soft Skills: Você precisa delas

A liderança pode ser o fator decisivo na execução de um projeto. Existem situações nas quais nem todo conhecimento do mundo ou autoridade hierárquica resolvem um problema. Apenas um líder pode driblar certos percalços e levar uma equipe (ou projeto) ao sucesso. Mas qual a diferença entre gerenciar um projeto e liderar um projeto? Todos os gerentes são líderes? E você? Em que categoria está?

Líder, Gerente ou Coordenador?

O Coordenador é responsável muitas vezes por quase nada, reportando o que foi/será realizado no projeto aos respectivos stakeholders, não tem capacidade decisória, nem de influenciar a equipe e/ou o rumo do projeto. (Se você é um coordenador de projetos e não se encaixa nesta descrição, você deve ser na verdade um gerente ou um líder.) O Gerente é o responsável administrativo do projeto, delega tarefas, estabelece metas, cria cronogramas e garante que as coisas saiam como planejadas. O Gerente é o Guardião do Projeto e opera sua equipe para o bem do mesmo. Normalmente é seguido devido ao seu conhecimento operacional, técnico e sua posição hierárquica. Já o Líder se encarrega de manter a visão do grupo nos trilhos, cuida de motivar a equipe para que sempre execute suas tarefas da melhor forma possível. Nem sempre o líder tem a seu favor a hierarquia da organização, mas ainda assim, através de suas habilidades, pode influenciar o projeto por intermédio de sua influencia na equipe.

Gerentes de projeto podem ser lideres, somando o melhor dos dois mundos para obter os melhores resultados possíveis nos seus projetos. Esta é uma tendência mundial e não é difícil entender as razões disso. Pessoas motivadas trabalham melhor, obtém melhores resultados e estão mais dispostas a fazer aquele esforço extra pelo projeto nos momentos de necessidade. Como já disse Cornelius Fichtner, a sigla para esta área de atuação GP – gestão de projetos, (PM – project management no Inglês) também pode ser lida como Gestão de Pessoas (People Management), pois, no final das contas, o projeto é uma coletividade de indivíduos trabalhando juntos para atingir uma meta determinada num período estipulado. Se sua equipe é difícil ou se existem problemas em fazer com que aceitem um projeto que traz mudanças, habilidade de liderança podem salvar o dia (e o projeto).

Agora vamos a algumas dicas.

Networking

networkingAs redes sociais, como o LinkedIn, Orkut, Facebook e Twitter são boas formas de se manter informado, visível e em contato com as pessoas, mesmo que você não possa estar presente (conectado) constantemente. As comunidades e grupos de discussão lhe permitem coletar informações e receber estimativas assim como contatar pessoas as quais você, talvez, jamais tivesse acesso. Para quem se interessou pelo conceito, procure o livro de Diane Darling, Networking – Desenvolva sua carreira criando bons relacionamentos.

Você é um bom lider? Teste sua capacidade de liderança!

Brian O'neillNo livro Teste sua Capacidade de Liderança, Brian O’Neill nos apresenta os tipos de líderes (o Visionário, o Integrador, e o Realizador) e suas respectivas funções e especialidades. O livro é altamente prático, levando o leitor a se questionar sobre seus conceitos de liderança e refletir sobre como cada estilo de liderança (Solícito, Diretivo, Liberal ou Colaborativo) pode ser tanto uma benção quanto uma maldição, dependendo do contexto em que é aplicado.

Além disso, cada capítulo é recheado de exercícios e questionários que nos ajudam a identificar a que estilo pertencemos e que características devemos trabalhar para melhorar nossa capacidade de liderança. Este livro é uma ótima forma de se iniciar no assunto e/ou aprimorar seu estilo pessoal de liderança.

21 Leis da Liderança

John C. MaxwellNo livro As 21 Irrefutáveis Leis da Liderança, John C. Maxwell, um dos maiores especialista em Liderança no mundo, lista 21 leis que todos os líderes devem seguir se quiserem chegar à excelência em sua capacidade, explicando qual o papel de cada uma, como usá-la em separado e em conjunto com as outras, dando exemplos fortes (usando figuras famosas como Abraham Lincoln, Theodore Roosevelt entre outros) e fáceis de entender e lembrar.

Já ouviram falar que o líder está sozinho, no topo? Bom, se ele é um líder, ele deveria estar liderando alguém… se está sozinho… bom, deu pra entender. O papel do Networking para a liderança é fundamental. Um líder sem uma equipe capaz e cujas habilidades sejam complementares às suas é apenas meio líder. Muitas vezes, entretanto, não podemos nos dar ao luxo de contratar uma equipe de alto nível que se preste a este papel ou de selecionar dentro da empresa com quem iremos trabalhar. É aí que entra o Networking, a capacidade do líder de se conectar às pessoas influentes e fazer com que elas comprem sua idéia, disponibilizando assim os recursos (humanos) de que o líder precisa para fazer sua visão/objetivo/projeto se concretizar. A equipe correta muitas vezes significa sucesso ou fracasso do projeto a despeito dos esforços do gerente e/ou líder.

As 21 Leis são: a Lei do Limite, a Lei da Influência, a Lei do Processo, a Lei da Navegação, a Lei da Adição, a Lei da Base-Sólida, a Lei do Respeito, a Lei da Intuição, a Lei do Magnetismo, a Lei da Conexão, a Lei do Círculo Intimo, a Lei do Fortalecimento, a Lei da Imagem, a Lei da Aquisição, a Lei da Vitória, a Lei do Grande Impulso, a Lei das Prioridades, a Lei do Sacrifício, a Lei do Momento, a Lei do Crescimento Explosivo, a Lei do Legado. Segundo Maxwell, através do entendimento e do uso destas leis, um seguidor pode tornar-se um líder e um líder poder tornar-se um grande líder. É um ótimo livro, mas para quem não tem assim tanto tempo, existe também uma versão em audio book.

Precisa de ajuda?

LiderançaExistem muitos cursos de lideranças por aí. O próprio John C. Maxwell corre o mundo dando treinamentos em liderança. Mas como reza a Lei do Processo, ninguém se torna líder da noite para o dia, e eu suponho que a maioria de nós não tem tempo para se dedicar a um curso de longa duração.

Felizmente, existem opções, como o site Curso24Horas, com o curso Chefia e Liderança, com tópicos bem ’softskills’ como Motivação, Administrando Conflitos, Estabelecimento de Metas, Como ser menos Chefe e mais Líder entre outros. O Curso tem 45 horas, mas nenhuma obrigatoriedade quanto a prazos: inicie e termine quando puder, recebendo seu certificado pelo correio. Todos os cursos são reconhecidos pela ABED.

Cursos24Horas

Anúncios

Sobre Diego Nei

Soteropolitano de capricórnio, Bacharel em Relações Internacionais pelo Centro Universitário Jorge Amado, estou atualmente cursando um MBA em Gerenciamento de Projetos. Gosto de escrever e de tocar violão. Acho que através do Gerenciamento de Projetos temos uma oportunidade de rever como as coisas são feitas e achar uma forma de atingir objetivos. Quem sabe se tivéssemos mais gerentes de projetos em Brasília a história não fosse diferente? Sou membro do PMI desde 2008, filiado ao Capítulo Bahia. Me interesso por projetos de desenvolvimento social, Corrente Crítica e Lean Six Sigma como garantia de qualidade em processos.
Esse post foi publicado em Soft Skills e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s